nossa história 

A Galeria Experimental está ancorada no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense, Câmpus Sapucaia do Sul/RS. Quando o Câmpus Sapucaia do Sul iniciou suas atividades, em 1993, com o curso Técnico em Plásticos, a formação acadêmica voltava-se ao campo profissional, e o fazia de forma bem sucedida. Ocorria, no entanto, que esta orientação, por demais técnica, sobrepunha-se à formação cultural de forma geral. A partir de quando, algum tempo mais tarde, a instituição passou a ofertar Ensino Médio regular, não mais apenas técnico e sim técnico integrado.

Portanto, este cenário mudou. A formação cultural passou a ser uma preocupação e até uma marca na formação dos estudantes de Ensino Médio. Na instituição, nesta época, este traço era percebido na realização de eventos culturais com os mais variados temas, nos mais variados espaços escolares. Neste sentido, em 2008, nasceu um curso técnico na área da cultura com ênfase em projetos culturais, inicialmente denominado Técnico em Gestão Cultural, passou a chamar-se Técnico em Eventos a partir de 2013. A instituição vem, portanto, há anos constituindo-se como um espaço de fomento e formação cultural em si, especialmente, através do curso Técnico em Eventos. Aspecto que evidencia isto foi a alocação, no ano de 2013, de uma sala de aula como espaço específico para exposições artísticas culturais. A trajetória deste espaço cultural vem sendo esta, a de transformação de uma sala de aula em uma galeria: a Galeria Experimental do IFSul.

 de sala 06 a Sala Multimeios 

A transformação de uma sala de aula para um espaço específico para exposições artísticas aconteceu em 2013 quando ainda não era Galeria Experimental, e sim Sala Multimeios. A primeira exposição que foi realizada no espaço foi a exposição De Varejão à Monet. Essa exposição tratava-se da primeira saída de campo dos últimos anos do Técnico Integrado em Gestão Cultural, realizada em 2012 com as turmas de 2009, para Minas Gerais e Rio de Janeiro. A saída de campo para Minas Gerais/Rio de Janeiro continua acontecendo até hoje com a coordenação do professor Guilherme Reichwald e das professoras Bianca Ruskowski e Stefanie Moreira. 

Os mesmos foram os idealizadores, juntamente com a turma de Gestão Cultural formada no ano de 2010, do espaço da Sala Multimeios, atual Galeria Experimental. Sem dúvidas, tanto a saída de campo para Minas Gerais/Rio de Janeiro quanto as turmas de Gestão Cultural foram fortes influências para a criação do espaço. Após De Varejão à Monet, aconteceu a exposição Aquarela em Si Bemol, em julho de 2013, do artista David Garcia Neto, também professor do IFSul Câmpus Sapucaia do Sul na época. Aquarela em Si Bemol foi uma exposição polifônica, onde linguagem visual e música dialogaram. Ainda em 2013 o espaço recebeu mais duas exposições, após Aquarela em Si Bemol, com os trabalhos dos estudantes do último ano de Gestão Cultural, sobre a significação e vivência de arte, dentro da disciplina de Inglês da professora Stefanie Moreira.

 de Sala Multimeios a Galeria Experimental 

Em 2014 o espaço, antes Sala Multimeios, reabriu suas portas já com o nome Galeria Experimental. A primeira exposição de 2014, inaugurando o espaço Galeria Experimental, foi a intervenção Pra você, o que é arte? da equipe de produção da Galeria, formada pelas professoras Bianca Ruskowski e Stefanie Moreira e estudantes de Gestão Cultural e Eventos da época.

Tendo uma rica gama de possibilidades de exposições artísticas definidas, decidimos abrir a Galeria para exposições regulares, mesmo com as dificuldades de adequação do espaço que tivemos que enfrentar até que a reforma fosse executada.

A transição, ou transformação, de uma sala de aula em galeria de arte tem, pelo menos, duas dimensões: a que envolve a ocupação deste espaço em termos de produções culturais que nele poderão ocorrer. Neste sentido, nós, da Galeria Experimental, estamos trabalhando, desde a ocupação da sala quando ainda era Sala Multimeios em 2013, na estruturação e viabilização de uma programação cultural.